PG jogos

Chevrolet Chevette – defeitos e problemas

Chevrolet Chevette 6

O Chevrolet Chevette é um dos carros clássicos brasileiros mais cultuados, com verdadeiras legiões de fãs que o defendem com unhas e dentes, ainda que reconheçam seus defeitos, que não são poucos.

Para o entusiasta legítimo, esses defeitos e problemas são como relacionamentos humanos e eles aceitam isso perfeitamente, apesar de que os primeiros donos talvez não os tivessem tolerado tanto.

Fabricado entre 1973 e 1994, o Chevette chegou como uma versão local do Opel Kadett da época, inicialmente apenas com motor 1.4 litro de 68 cavalos e 9,8 kgfm.

Com câmbio manual de quatro marchas e tração traseira, tendo versões de duas e quatro portas, num design realmente atraente e que foi atualizado a partir de 1978, já com motor 1.6 litro.

Recebendo a última atualização em 1983, o Chevette chegou a ter câmbio automático e atualização no motor 1.6/S, tornando o carro bem atrativo, mas o Chevette Júnior com 1.0 litro encerrou sua história.

Chevrolet Chevette – defeitos e problemas

Chevrolet Chevette 1

Num carro com 1,6 milhão de unidades vendidas, o Chevrolet Chevette tinha algumas inovações em relação ao Opala e gozou de grande popularidade, mas somou muitos defeitos e problemas crônicos ao longo da vida.

Sem motor com comando no cabeçote e acionado por correia dentada era interessante, mas exige dos donos atenção quanto à durabilidade da mesma, algo sempre mencionado entre os donos de Chevette.

Posicionado em longitudinal, o motor do Chevette exige atenção, especialmente se tiver que sacar a polia da correia dentada, que possui uma chaveta como travamento da mesma e esta pode vir a girar em falso se esquecer ela.

O distribuidor do motor do Chevette fica em uma posição muito baixa no bloco de ferro fundido e, por conta disso, apresenta vazamentos no pé do distribuidor de ignição.

Esse é um problema recorrente no motor do Chevette e merece atenção, uma vez que pode chegar a esgotar o lubrificante e alguns falam até em travamento do motor.

O vazamento de óleo na base do distribuidor não é o único problema envolvendo o motor do pequeno sedã da GM, pois, o alternador fraco de 55 amperes, não dá conta das luzes e sistemas básicos do carro.

O problema é tão presente na vida dos donos de Chevette que quase todos o trocaram por unidades de outros modelos da Chevrolet e até de outras marcas, como Volkswagen.

Idealmente, é preferível trocar por uma unidade de 70 amperes para cima, de modo a sustentar a recarga da bateria para uso de sistemas como um simples rádio, por exemplo.

Além do alternador fraco, o motor do Chevette sofre ainda com barulho excessivo de válvulas, o que requer sua regulagem, que não é difícil de fazer, bastando ter a ferramentas. Mas, para quem não sabe, será um custo a mais com o sedã.

O carburador do Chevette também é outro motivo de reclamação, com alguns relatando gasto excessivo de combustível e falhas, exigindo atenção constante com a alimentação do motor.

Chevrolet Chevette – Infiltração

Entre os defeitos e problemas do Chevrolet Chevette, o que talvez seja o maior é a infiltração de água, com praticamente todos os donos relatando o fato, com alguns até fazendo piada, dizendo que chove mais dentro do carro do que fora.

Os donos relatam vários pontos de entrada de água no interior e até na parte mecânica do Chevette, praticamente transformando o sedã da General Motors num veleiro, dada a quantidade de partes do veículo que entra água.

Por fora, então, é preciso ter atenção com itens como os eixos de acionamento dos limpadores do para-brisa, mas não para por aí.

No cofre do motor, a única parte que preocupa os donos é a caixa da bateria, que se enche de água e isso provoca a corrosão perfurativa do compartimento, comprometendo o alojamento do dispositivo de energia.

Essa e a outra infiltração permitem o ingresso de água por dentro do painel, chegando este a molhar os pés do motorista, dada a grande quantidade de água que, eventualmente, provoca algum curto-circuito.

A invasão de água, especialmente em dias de chuvas torrenciais, se dá ainda pela má qualidade das borrachas de vedação das portas, que sempre precisam ser trocadas.

O mesmo vale para os quebra-ventos, outro caminho pelo qual a água implacavelmente adentra o interior do Chevette.

A água no sedã da Chevrolet também invade as lanternas traseiras, assim como o porta-malas, molhando o tapete que eventualmente estará lá, assim como provocará algum tipo de corrosão.

Chevrolet Chevette – outros defeitos

Chevrolet Chevette 16

O Chevrolet Chevette tem outros defeitos e problemas constantemente mencionados pelos proprietários, entre eles a quebra de componentes da suspensão, que deveria ser robusta para aguentar a buraqueira brasileira.

O pior deles é a quebra precoce dos pivôs de direção, o que exige checagem regularmente, pois, sua quebra se dá sem sinais de aviso, fazendo a roda adentrar a caixa interna e provocando danos na carroceria e no sistema de suspensão.

Além de buchas, batentes e coxins, o Chevette exige atenção com a caixa de direção, uma vez que o sistema é mecânico e o defeito pode provocar a perda de controle do veículo.

Tendo tração traseira, alguns donos usam e abusam do sistema, destracionando para chamar atenção ou para ter a sensação do carro escapando, mas isso força o conjunto.

Por isso não é raro ocorrer a quebra do diferencial, assim como das pontas de eixos das rodas traseiras.

Os donos reclamam ainda do marcador de combustível, que não é preciso e oscila muito, assim como da máquina de vidro manual que quebra e exige esforço em sua troca.

Freios do Chevette são considerados ruins e ainda tinha dois sistemas, Bosch e Bendix, com este último tendo cilindro mestre com pistão menor e eficiência inferior, exigindo atenção na hora de parar o carro.

Os proprietários também apontam as trincas no painel, cujo material de baixa qualidade se quebra com o calor intenso do sol.

Também falam do ventilador fraco, que não dá conta, nem com uso do aquecimento, gerando assim embaçamento dos vidros e aumento do calor a bordo em dias quentes.

Dizem ainda que é fácil de roubar, usando-se uma chave de outro Chevette, bem como tem faróis tão fracos que não se pode dirigir a noite com segurança e excessiva corrosão perfurativa nas dobras inferiores da carroceria.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do WhatsappeCanal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no PG jogos, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X

PG jogos Mapa do site