PG jogos

Câmbio automático com problemas, como saber? 5 dicas

Câmbio automático com problemas, como saber?

Antes de comprar um carro automático usado, o primeiro passo é fazer um test-drive longo o suficiente para analisar se o exemplar não apresenta qualquer comportamento estranho, como dificuldade para trocar as marchas, ruídos estranhos ou solavancos entre as passagens de marcha.

Outra forma de analisar as condições de um automóvel automático é verificar o nível de óleo do câmbio. Ele não deve ter alteração na cor (deve ter tons avermelhados), não pode apresentar qualquer tipo de resíduo e ainda não pode ter cheiro de queimado.

Há outras formas de descobrir que o seu carro ou de terceiros está com problema no câmbio automático. Confira!

Como saber se o meu carro com câmbio automático está com problemas?

Na verdade, o câmbio automático mostra sinais de problemas antes deles ficarem mais graves. Nesse momento, consertar a peça fica bem mais barato do que esperar e ver o problema aumentar.

Então, se antecipe e verifique sempre o estado da caixa de transmissão para evitar dores de cabeça maiores.

Confira algumas dicas:

Fique atento aos sinais do câmbio

Assim como o nosso corpo, o carro também apresenta diversos sinais antes de apresentar qualquer problema. Quando temos dor de cabeça, espirramos ou temos febre, por exemplo, é sinal que algo errado está acontecendo.

No caso do câmbio automático, o correto é verificar se há algum vestígio de óleo na parte externa da caixa de câmbio. Se ele estiver sujo de óleo por fora, é bastante provável que esteja ocorrendo um vazamento. Então, leve-o a uma oficina o quanto antes.

Se o vazamento estiver num estágio mais avançado, o óleo do câmbio passará a pingar no chão. Logo, fique de olho no chão da sua garagem. Se houver vestígios de óleo em tom meio avermelhado ou marrom claro, certamente o câmbio está vazando.

Câmbio automático com trancos e solavancos

É fato que o câmbio automático foi projetado para ter um funcionamento suave e linear, ou seja, ele não deve apresentar trancos e solavancos. A exceção ocorre quando a transmissão automática é de concepção ruim e tais sinais “fazem parte” do conjunto.

Há uma série de fatores que podem ocasionar trancos na caixa automática. Entre eles, o baixo fluido de transmissão ou o uso de fluido velho, que prejudicam o arrefecimento e a lubrificação da transmissão.

O ideal é verificar o nível do fluido e também a sua aparência (ele deve ter cor avermelhada ou marrom, sempre clara e translúcida).

O problema também pode estar ocorrendo com componentes internos (como engrenagens, molas e rolamentos), sensores desregulados (eles emitem informações incorretas sobre a velocidade, fazendo o câmbio operar de maneira inadequada) ou algum outro componente quebrado ou desgastado.

Se o seu carro estiver apresentando algum desses sinais, é importante fazer aquela visita numa oficina para realizar a análise e reparo.

Ford Ka Sedan 2019

Câmbio automático patinando

Você certamente já dirigiu algum carro com câmbio manual e viu as marchas “patinarem” em algum momento. Neste caso, a embreagem da transmissão está chegando ao fim.

Todavia, o mesmo não pode acontecer nos carros com câmbio automático (veja também: 4 carros que saíram com câmbio automático e você nem sabia).

A marcha patinar é como se você estivesse em um carro manual e pisasse levemente na embreagem ao mesmo tempo em que acelera. O giro do motor sobe de maneira doida, e o carro continua na mesma velocidade.

Se o seu carro automático estiver patinando nas trocas de marcha, ele pode estar com algum problema na pressão do óleo da transmissão ou nas molas da válvula reguladora. Procure imediatamente uma oficina para verificar e solucionar o defeito.

Luz de alerta no painel

Os carros com câmbio automático podem acender a luz de advertência no painel (a mesma que indica problemas no motor) caso algo esteja incorreto no sistema. Neste caso, a luz pode acender por qualquer defeito na caixa de transmissão.

Então, fique atento e procure uma oficina para fazer o reparo necessário.

Câmbio automático com superaquecimento

Se o seu carro estiver apresentando uma espécie de cheiro adocicado na região da alavanca de câmbio, a caixa automática provavelmente está superaquecendo. Este é um problema grave num câmbio automático, visto que o calor é o principal responsável pelo desgaste do conjunto.

O defeito pode surgir em viagens longas e em dias com temperatura mais elevada. Se isso acontecer, pare o carro imediatamente e deixe-o esfriar. Após isso, leve até uma oficina de confiança para constatar o problema.

Conclusão

Ter um carro automático pode ser sinônimo de conforto em viagens longas e até mesmo no trânsito pesado da cidade. E esses modelos estão cada vez mais modernos, o que joga por terra o velho medo que muitos tinham em relação a tal tipo de câmbio.

Mesmo assim, e especialmente se você for comprar um carro automático mais antigo, fique atento à situação do conjunto e sempre faça a manutenção preventiva. Dessa forma, o câmbio automático só trará alegrias!

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do WhatsappeCanal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



Autor: Eber do Carmo

Fundador do PG jogos, com atuação por três décadas no segmento automotivo, tem 18 anos de experiência como jornalista automotivo no PG jogos, desde que criou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio.

PG jogos Mapa do site