PG jogos

Água do radiador dura quanto tempo?

O líquido de arrefecimento dos automóveis é o meio pelo qual o motor consegue eliminar o excesso de temperatura em seu funcionamento e assim trabalhar de forma equilibrada. Mas essa água do radiador dura quanto tempo?

Os carros hoje em dia usam somente o sistema de refrigeração líquida para o arrefecimento dos motores, sendo que no passado foi comum o uso do ar, especialmente em carros da Volkswagen.

No entanto, o sistema que usa água é mais eficiente na troca de calor, por isso é amplamente usado, exceto em motocicletas de pequena e média cilindrada. Por ser um circuito hidráulico, é necessário observar algumas coisas para não ter problemas.

Neste caso, deve-se tomar algumas recomendações, observando nível e quilometragem do veículo, dois fatores importantes para se evitar o superaquecimento e problemas mecânicos graves.

Água do radiador dura quanto tempo?

refrigeração 1

Indo direto à questão, a água do radiador dura muito tempo dentro do circuito de refrigeração do carro, em média 30 mil km.

Na realidade, é necessário substitui-la completamente, exceto se houver alguma intervenção mecânica no motor que exija a retirada do líquido de arrefecimento para a devida reparação antes disso ou vazamento do sistema.

O que se troca a cada 30.000 km também, recomendado por fabricantes de automóveis, é o aditivo de radiador.

Esse produto à base de monoetilenoglicol tem como função baixar o ponto de congelamento da água para menos de 0°C e aumentar a temperatura de ebulição da água além dos 100°C.

Normalmente o motor trabalha a 90°C e deve-se sempre utilizar o aditivo de radiador, que ainda evita a corrosão das partes metálicas do circuito de refrigeração e a formação de resíduos em virtude disso, que podem entupir as galerias de água e provocar a interrupção do fluxo de líquido entre motor e radiador, gerando superaquecimento.

É importante frisar que, de acordo com os fabricantes, em média 200 ml por semana são perdidos dos sistemas de refrigeração líquida dos carros, devendo-se sempre completar quando o nível estiver abaixo do mínimo.

Se for adicionar água, esta precisa ser desmineralizada ou pelo menos filtrada. O motivo é que a água de torneira contém minerais diluídos que aumentam as chances de corrosão no circuito hidráulico, incluindo a bomba d’água.

O manual do proprietário indica não só o tempo de troca, mas a quantidade de aditivo que deve ser diluída na água do sistema, cuja quantidade vem descrita no manual.

Se o proprietário não tem manual do carro, o recomendado é diluir 50% de aditivo no volume total admitido pelo motor.

Alguns consumidores preferem utilizar o aditivo pronto para uso, que exige a mesma quantidade de água da radiador do carro, substituindo assim a água desmineralizada ou filtrada. O tempo de troca é o mesmo.

Circuito fechado

liquido arrefecimento 5

Existem alguns carros de certas marcas que possuem um circuito de refrigeração “fechado”, como nos carros compactos da Honda.

Nesse caso, a água do radiador é substituída por um líquido de arrefecimento específico desenvolvido especialmente para aquele motor.

Isso traz muitas vantagens em relação ao sistema tradicional. Por exemplo, não é necessário completar o nível de água do radiador em nenhum momento até o momento da troca.

Essa, por sinal, ocorre em altas quilometragens, sendo que alguns modelos chegam a ter período de troca com intervalo de 140.000 km. Este produto raramente gera superaquecimento no motor, mesmo sob uso extremo e até dispensa o uso de marcador de temperatura da água.

O líquido é vendido geralmente na rede autorizada e não sai barato, uma vez que possui longa duração. Ele é oferecido em um único galão (3,79 litros) e só é trocado fora do tempo quando ocorre alguma intervenção mecânica no motor.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do WhatsappeCanal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no PG jogos, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X

PG jogos Mapa do site